Pesquisa








Em um dia decidi que iria para a fazenda do meu namorado, passar o feriado. Mas de repente pensei que iria ficar três sem internet e sem celular, pois lá simplesmente não pega sinal. Começou a dar um aperto no coração e pensei: como vou conseguir não olhar o Chá e nem conversar por whats todo esse tempo? Quase entrei em desespero, quase chorei, meu coração acelerou. Respirei.. algo de muito bom iria me esperar no final! Você que lê esse texto e que não trabalha com a internet pode estar pensando que isso não passa de futilidades e coisas a mais. Mas quem hoje em dia consegue ficar sem celular, sem internet? Me diga quem?! Tive vários pensamentos ruins que seria o pior feriado da minha vida, que jamais iria querer voltar aquele lugar, que o Chá ficaria sem visitas e parado já que preciso correr atrás de leitores (números, pois sem eles não 'somos alguém'). Fiquei até um pouco triste, confesso. 
Admito que fiquei alguns minutos atônita pensando em como seria dessa vez, pois não era a primeira a ficar sem comunicação alguma. E sabe porque? Pois hoje, de alguma forma o Chá faz parte de mim e eu dele. Sabem que amo escrever e essa é minha vida, mesmo que não seja conhecida e poucas pessoas me leem. Arrumei rapidamente minhas coisas e parei de pensar. E assim foi: peguei uma van até a br e ele veio me buscar ali para irmos á fazenda. Quando cheguei fiquei olhando para o celular tendo a esperança de que uma hora ele pegasse, mas desisti. Assim mesmo! Desisti e o desliguei por três dias inteiros e maravilhosos. Mas como assim maravilhosos? E é agora que esse post começa a valer a pena ser lido. 
Nós, que lidamos e respiramos tecnologia não paramos nem uma hora se quer para refletir e desconectar. Já percebeu que somos escravos dela? Eu não havia percebido isso antes de ir á fazenda. E foi um teste para mim, acreditem. Um teste que passei até que fácil, pois estava disposta a sair de mim, estava disposta a realmente aproveitar essa paz interior que muitas vezes perdemos por bobeira. 
O primeiro dia passou bem rápido, com frio e cobertas quentinhas e um ótimo macarrão com carne que ganhei de jantar. E as conversas? Muitas conversas aconteceram então e pude aprender um pouco ali, um pouco aqui. E no segundo dia estava totalmente envolvida com o barulho do mato e dos seus animais que não vemos mas que estão ali. 
E nesse segundo dia foi que percebi que não preciso ficar o dia inteiro na internet para atualizar redes sociais, quase inúteis; não preciso respirar tecnologia; não preciso me cobrar tanto com o blog; não preciso esperar tanto das pessoas; não tenho que ligar para ele todos os dias; não preciso mesmo sair de casa quando não estou com vontade; posso descobrir batidas e músicas novas apenas ao observar a natureza sem precisar acessar um site de busca; posso sumir por horas com meu caderno de crônicas que irá ser tão normal; posso passar o dia inteiro lendo um livro por terminar pois ninguém irá me chamar no whats para me tirar do foco; não preciso sair maquiada com vergonha das manchas e espinhas no rosto; não preciso ter vergonha da minha blusa preferida, e surrada, quando sair para dar um passeio; não preciso me esconder atrás de um bb cream ou cc cream; posso sempre fotografar e sempre existirá algo bonito para se ver; não preciso ver meu canal para ficar feliz, ou não, de mais uma inscrição; não preciso ter vergonha de ser quem sou; posso ficar dias sem postar alguma novidade no insta; posso sair com um coque bagunçado e um chinelo; posso escolher acordar bem cedinho ou muito tarde; posso armar uma rede na varanda e brincar o dia todo com os cachorros sem preocupações e não precisaria de muito: uma caneta e um caderno seria tudo; percebi que a escravidão de viver online não é muito boa.
Percebe? Eu fiz meu três dias de internet serem tranquilos, aconchegantes e lindos. Mesmo sem conversas no whats, mesmo sem escrever no blog e mesmo sem ficar no notebook atualizando as redes. Percebi que mesmo sem algo para me inspirar online, acabei me inspirando e voltando para casa com a mente limpa, fresca e renovada. Tem algo melhor que isso? Qual foi mesmo a última vez que fez algo assim? Desconecte-se hoje. Desconecte-se agora. Pensamento positivo sempre é bem vindo! Acredite.

Gostaram do texto? Quero sua opinião viu?
Veja mais posts sobre:
escrito com amor
  • Comente pelo Facebook!

    13 Comentários

    1. Oi flor! Gosto muito do seu blog, principalmente dos seus textos que faz a gente "viajar" e refletir!!! Eu também quando viajo, me desconecto, eu acho isso super importante, faz um bem enorme pra mente e para o espírito! Há eu sou amante da escrita igual você!!! Um tempinho atrás escrevi em um blog chamado "Dicas preciosas by Tati Fernandes" , mas por falta de tempo fechei, esse ano tentei iniciar outro , mas não deu certo.... Mas como eu não consigo ficar sem escrever por muito tempo, vou reiniciar um blog assim que me organizar, pois estou sentindo muita falta...
      Gostaria de falar outra coisinha, quando vou acessar o seu blog seja pelo o computador ou celular, demora muito pra abrir e pra deixar este comentário aqui também demorou pra abrir a caixinha, bom não acontece com os outros blogs que acesso, não tem haver com a minha internet, pois ela é bem rápida, pode estar relacionado com o seu domínio, vale a pena dar uma olhadinha... Bjs e sucesso pra ti!!!

      ResponderExcluir
    2. Vou ficar uma semana sem internet, mas estou atualizando todos os posts. Claro, me preocupo com a quantidade de acessos, mas não podemos nos cobrar tantooo. Quero curtir ao MÁXIMO a viagem. E é bom se desligar de tudo por um tempo hehe

      Beijos, Love is Colorful

      ResponderExcluir
    3. Gata eu te entendo completamente, é algo como sumir kkkk como se existissimos, ainda mas nós ligadas ao blog, algo que ja faz parte da gente bem la no intimo.
      Mas que bom que vc relaxou e os dias foram bons.
      bjkas lindona
      www.garotafucada.com.br

      ResponderExcluir
    4. Oi, Camila! Me muito assim também quando vou viajar, as vezes o dedinho coça, hehe, porém na maioria das vezes vou a lugares que a internet quase não funciona, rsrs! Mas, no final, realmente dá uma sensação de tranquilidade, paz, não sei explicar ao certo... Beijokas

      http://www.quasevaidosa.com/

      ResponderExcluir
    5. Oi Camila, tudo bem?
      É engraçado, só percebemos o quanto estamos dependente quando não podemos usar. Mas são justo nesses momentos que podemos olhar em volta, fora de toda esse tecnologia e o comodismos que ela nos proporciona, e perceber a infinidade de possibilidades que a vida offline nos oferece.
      Acho uma ótima ideia ficar alguns dias off, recarregar as energias e se inspirar com as coisas mais simples. E parece que a volta é até mais revigorante não acha?
      Abraços,
      Amanda Almeida
      http://blog.amanda-almeida.com.br/

      ResponderExcluir
    6. Eu tb já passei por isso, e por um lado foi bom, pq podemos aproveitar o que está mais em nossa volta, perceber as coisas pequenas.

      Bjss

      www.adrianequaresma.com.br

      ResponderExcluir
    7. a quantidade de lixo que a gente recebe diariamente através da internet é realmente surpreendente. as vezes, a gente acha que está relaxando olhando coisas na internet, mas na verdade estamos nos estressando mais ainda, por conta da "chuvarada" de informaçoes que o nosso cérebro recebe o tempo inteiro. se desconectar é preciso mesmo. Que bom que conseguistes aprender algo com essa viagem. :)

      Riscos e Rabiscos

      ResponderExcluir
    8. Oi, eu amei o texto, principalmente porque amo de coração ficar perto da natureza e da mesma forma já amo meu blog <3, nos fds não posto no blog porque a maioria das vezes vou para Minas onde minha mãe mora, é muito bom la, mesmo sendo uma cidadezinha pequena, lá so pega a claro e meu cel é Vivo, então sempre fico "isolada do mundo". Mas compreendo você perfeitamente, pois amo ir para lá da uma refrescada na mente *.* maravilhoso, beijos.
      www.charme-se.com

      ResponderExcluir
    9. Adorei seu blog e o texto!! Desconectar-se as vezes é preciso (e faz muito bem, né?)! Parabéns!!
      www.messmytrends.blogspot.com.br

      ResponderExcluir
    10. Oi Ca *-*
      Realmente desconectar é muito necessário, ah, eu sinto muita falta de escrever no papel e no silêncio... Com a praticidade to sempre no notebook e no celular, mas sinto falta...

      Adorei o texto!!!

      www.falandoemturismo.tk

      ResponderExcluir
    11. Nesse final de semana fiz algo parecido: fui pra casa de um amigo e deixei meu celular em casa. Também pensei que iria morrer, iria ser horrível. Mas surpreendentemente foi incrível, conversamos, brincamos, nos divertimos como nunca! Recomendo a todos ❤️

      Beijos,
      www.destemidagarota.com

      ResponderExcluir
    12. Amei seu post. Acho que todos deveriamos fazer esse detox de vez em quando..Eu sou completamente viciada!! semana passada, esse vício estava me atrapalhando pois queria estudar e não estava conseguindo me concentrar, ai resolvi tirar um dia, ficar um dia sem face, insta, snap...um dia pode ter sido pouco mas fiquei muito feliz no fim do dia em ter conseguido estudar o que precisava e ter sido forte em controlar meu vício.

      Quando não estiver desconectada da internet, dá uma passadinha lá pelo meu blog :)
      Beijos,
      http://gabipiazza.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    13. Conheci seu blog esses dias e hoje fui ler algumas postagens. Eu amei. Parabens pelo seu trabalho.
      Hoje em dia ficar sem internet para muitas pessoas é uma tortura (acontece comigo às vezes), mas, temos que nos libertar um pouco disso tudo. Porque não vivemos só na frente de um celular ou computador. perdemos nossos melhores momentos por estar o tempo todo conectada.

      Beijos!


      www.meumundosecreto.com.br

      ResponderExcluir

    Obrigada pela sua visita! Ela é muito importante.