Pesquisa







Ás vezes busco entender porque fomos criados para sermos acumuladores de coisas fúteis e desnecessárias. Basta olharmos em nosso guarda-roupa e observar quantos hidratantes, batons, escovas, maquiagens, bolsas e tudo o mais que conseguimos comprar e guardar. 
Venho pensando nisso há muitos meses, desde que vi uma reportagem de um homem que vive com muito pouco mas muito feliz e com muito conforto, sem precisar desses luxos que a mídia nos impõe. Quero te levar a uma reflexão muito simples e direta: Quantos pares de calçados você tem? Com certeza mais que dez, e muitas vezes dez é apenas sapatilhas ou rasteirinhas. Você as usa frequentemente? Comprou pela moda ou para ter a visão de que quanto mais, melhor? Independente de sua razão, comprar por comprar nunca é bom. Comprar para ter uma visão feliz de quantidade também não. Estou tentando realmente entender o que nos leva ao consumo sem necessidade. Aliás, você sabe o real sentido da palavra necessidade?
"Necessidade: sf (lat necessitate) 1Aquilo que é absolutamente necessário. 2Indispensabilidade. 3 Inevitabilidade. 4 O que não pode ser de modo diverso do que é. 5 O que tem de ser. 6 Fatalidade." dicionário Aurélio
Estou disposta a viver uma vida mais leve, com mais viver e menos ter. Ninguém nunca precisou ter para viver. Vivemos pelo simples fato de respirar, logo o oxigênio se torna uma necessidade aos seres vivos. Viu aí a palavra necessidade? Hoje preciso de roupas para aquecer, de uma bebida leve mas muito gostosa para o dia frio, de alimentos que me deixem saudável e forte para viver com saúde. Preciso de livros para estudar e escrever melhor. Preciso de amor, de vida, de carinho, de abraços e amigos.
Quero te levar a um profundo questionamento sobre a vida e como somos expostos á mídia o tempo inteiro. Vou dar um mero exemplo que acontece muito aqui pela blogosfera. Muitas pessoas acumulam cosméticos, maquiagens e roupas só para mostrarem as outras pessoas que aquilo é realmente importante, quando realmente é pura futilidade e moda imposta pela sociedade capitalista que sempre nos entope com tantas opções de produtos somente querendo gerar lucros para si mesmos. A não ser que você trabalhe como maquiadora e precise ter um acervo enorme de produtos para as suas clientes que buscam variedade e qualidade. Não estou aqui para julgar e citei este exemplo pois é o que estamos vivenciando pelos blogs. Mas tenho certeza que conhece alguém que compre coisas demais, que acumule coisas demais, gerando uma desorganização e acumulação desnecessárias chegando a ser prejudicial a ela. 
Estava olhando meu guarda-roupa e percebi que tenho nada mais que cinco cremes hidratantes para o corpo, dois para as mãos, dois para os pés, dois pentes, quatro perfumes e olha, resolvi parar por aí pois sempre me achei econômica e fiquei um pouco chateada pois percebi que não sou mesmo. Fiquei a pensar no motivo de ter tudo isso. Dois cremes hidratantes para o corpo não bastam? Bastam e muito. Pois se enjoar de um, terei o outro. Comecei então a avaliar as minhas coisas e vi que essas como creme para os pés que haviam dois, eu preciso na verdade de um apenas pois não uso todos os dias. Olhando depois para minhas maquiagens, o que sempre considerei que tivesse muito pouca, percebi que tinha uns 10 batons e na verdade, usava mesmo apenas a metade. Realmente foi um choque. Admito e sempre admitirei enquanto não utilizar todas essas coisas, que fui fútil ao obter um acervo tão inútil assim.
Todos temos as nossas necessidades fúteis. Eu mesma amo canecas, e pretendo ter uma coleção quer muitos achando uma grande bobagem ou não. Mas estou seriamente pensando que isso não valerá a pena mesmo. Pois são coisas e coisas não irão conosco após a morte. Ou realmente queremos impressionar os outros com nossas coleções? O mesmo digo para livros, cds, cadernos, e tantas outras coisas. As pessoas não estão nenhum um pouco interessadas em quantidade de coisas que têm. A maioria delas nem se lembra mais daquele look que estava usando e gastou rios de dinheiro para ficar super fashion e na moda. As pessoas vivem sem se importar com o que você é ou com o que está fazendo. Pare e reflita! Use o seu dinheiro para conhecer novos lugares, experimentar sabores diferentes, ler ótimos livros (pegue emprestado), aprender a cozinhar de verdade! E tantas opções que esse mundo maravilhoso nos fornece. 
Não vou dizer aqui que sou a pessoa mais minimalista que existe e preciso aprender muito ainda. Mas meu passo, o de admitir erros assim já é um grande começo e pretendo atualizar este tema com dicas e como estou fazendo para ser uma mulher mais consciente e mais humana, e o mais importante, sendo menos manipulada pelas mídias. 
Não se apegue a coisas materiais. Vamos parar com essa mania idiota de querer mais e mais para ser feliz se para sermos felizes é preciso tão pouco. Agora me responda uma pergunta: O que é absolutamente necessário em sua vida?
______________________________________________________
Acompanhe o blog também em:




postado com amor por
  • Comente pelo Facebook!

    30 Comentários

    1. Nossa que lindo o texto <3 bjs

      http://olhardeumgaroto.blogspot.com/

      ResponderExcluir
    2. Concordo! Penso como você. Muitas vezes gastamos todo o nosso dinheiro para mostrar "ser" algo que não somos e esquecemos de investir no que fica, no que nos faz bem. Para mim o que é absolutamente necessário em minha vida não tem nada haver com bens materiais. É amor, paz e saúde. E quando penso em investimentos futuros são na maioria da vezes viagens. Hahaha. Ah, como futura professora de Literatura, os livros são indispensáveis. Adorei seu post!

      http://www.talitasemh.com.br/

      ResponderExcluir
    3. Olha, parei pra pensar nisso esses dias, fazendo a mudança. Não cabia tudo o que eu tinha, tinha uns 100kg de coisas pra trazer, sem exagero! E eu achando que não tinha roupa e precisava de mais...

      Realmente temos que aprender a viver com menos, a mídia as vezes impõe muita coisa, e a gente acaba sempre caindo nessa =(

      Beijos!

      www.belezamista.com

      ResponderExcluir
    4. Boa noite :)
      Muito bom seu texto.
      Realmente todos nós temos algo "inútil" a qual nos apegamos.
      Felicidade não esta em coisas materiais mas nos momentos felizes,nas pessoas que nos rodeiam...
      Bacana seu texto :)

      Beijos e se cuida
      Rimas Do Preto

      ResponderExcluir
    5. Camila o texto está lindo, continue escrevendo porque você sabe!
      Beijos
      http://isabellalmeida.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    6. Viver com Jeová Deus é ser mais rico que o dono do Facebook!
      Beijinhos adocicados!

      Montada no Estilo | www.montadanoestilo.blogspot.com

      ResponderExcluir
    7. oiiii

      vc disse tudo!!!
      tentei desapegar d emitas coisas nesse ano e tem sido um trabalho divicil e ao mesmo tempo ótimo!!!
      incrivel como acumular demais vai deixando até a vida pesada.... menos é mais!!!
      adoreiii
      bjinho
      www.enquanto-isso.com

      ResponderExcluir
    8. Que lindo o texto!
      E bem verdadeiro também, porque muitas vezes queremos muito e não sabemos valorizar ao certo, as coisas que já temos.
      Beijos :)


      http://www.blogpeccos.com
      Instagram: @blogpeccos

      ResponderExcluir
    9. Ca, eu sou muito materialista, as vezes até brinco que é por causa do meu signo (touro), mas sempre fui assim, e isso me magoa muito pq eu sei que isso faz mal e não consigo mudar de jeito nenhum, me desfaço de uma coisa, coloco outra no lugar.. meio que uma doença sabe? =/

      www.saidaminhalente.com

      ResponderExcluir
    10. Num mundo materialista é cada vez tão difícil não ser materialista, principalmente quando o necessário tá bem caro. Mas é sempre bom tentar viver com menos e acho legal você falar sobre esse assunto. Gostei bastante.
      cronicasdeumlunatico.blogspot.com

      ResponderExcluir
    11. Concordo com você, menos é mais! Lindo texto para refletirmos.
      Boa terça-feira!
      Fica com Deus!
      Beijo!

      http://nannacunha.blogspot.com.br

      ResponderExcluir
    12. Adoreei o texto, realmente o mundo hoje e as pessoas estão todas materialista,
      seria muito legal se todos parassem pra refletir e começar a viver tudo aquilo que não vivem porque passam o tempo todo vivendo em função daquilo q nao tem.

      www.eaimenina.com

      ResponderExcluir
    13. Sem dúvida alguma é a minha família. Não vivo sem ela, é extremamente fundamental para mim... concordo com todo o texto, queremos materialidade demais, sendo que não precisamos disso para viver. BJBJ
      Eu não quero ir embora, blog

      ResponderExcluir
    14. Oie,
      adorei sua reflexão. Infelizmente todos nós nos apegamos a coisas materiais e muitas vezes acabamos esquecendo o que realmente é importante.

      bjs

      http://blog.vanessasueroz.com.br

      ResponderExcluir
    15. Que lindo, Camila! O que eu mais gostei no seu texto foi o fato de você não ser hipócrita e admitir que também faz parte disso, acho muito importante, por que as vezes, nas críticas, costumamos tirar o corpo fora! Mas achei muito interessante você ter se colocado e ter proposto uma mudança na sua própria vida. Essa sua postura com certeza pode ajudar a todos nós, já que você como blogueira é uma inspiração. Parabéns *-*


      Beijos
      Brilho de Aluguel

      ResponderExcluir
    16. Lindo de mais eu faço algumas reflexões as vezes e por mais que busquemos explicações e tentemos mudar certas atitudes se não tiver o foco se perdemos no meio do caminho!
      Beijos
      http://meninadivadamodaoficial.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    17. Disse tudo Camila.
      Saudades de você no G.R ♥

      Beijos, G.R ♥
      http://gabriellyrosa.blogspot.com

      ResponderExcluir
    18. Tem o que é necessário para nossa sobrevivência, basicamente comida e água; e o que é necessário para nossa felicidade, o que é diferente e que não pode se resumir a apenas coisas. Já fui extremamente minimalista e hoje vejo que nenhum extremo é bom. Precisamos de equilíbrio, sem exagero nem falta. Se cada um dos seus 10 batons te trouxer algo bom quando você olhar para eles, tudo bem; se eles não significarem nada para você, aí eles não são realmente necessários.

      petalasdeliberdade.blogspot.com

      ResponderExcluir
    19. Lindas palavras! Adorei o post, penso iguala você, as pessoas estão mais preocupadas na quantidade do que na intensidade :((
      http://buscandosonhos.com/

      ResponderExcluir
    20. Lindo texto, é maravilhoso viver
      Beijos
      http://segredosdacahlima.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    21. Ow, muito pra pensar, hein?
      Concordo com você na maioria das coisas. E até lembrei daquela frase "as coisas mais importantes não são coisas" ♥

      ResponderExcluir
    22. Legal demais amiga
      pela primeira vez ultimamente
      saí para comprar o que queria, nao encontrei e nao comprei outras coisas
      eu estava muito consumista
      gostei muuuito de nao ter encontrado oq eu queria e ter passado por essa experiencia de nao comprar
      só por comprar.
      tbm quero levar uma vida mais simples e ter oq preciso e nao me encher de futilidades
      adorei o post
      parabéns!!!
      (⁀‵⁀) ∞ ღ ∞
      .`⋎´ღ¸.•°*”˜˜”*°•ღ
      Beijinhos.
      www.coisasdeladdy.com

      ResponderExcluir
    23. Eu confesso que n sou muito de ler textos longos, mas esse conseguiu prender minha atenção.
      Eu concordo contigo. Por conta da correria a gente se esquece do que é importante.

      Beijos :*
      adrielina.blogspot.com.br

      ResponderExcluir
    24. Não consegui ler tudo, mas com certeza ainda pararei para terminar! Que maravilhoso post, estou amando <3

      simsegredei.blogspot.com.br

      ResponderExcluir
    25. Perfeito!
      A gente precisa de tão pouco para viver e ser feliz e eu particularmente ando lutado muito para ter hábitos e atitudes mais naturalistas, justamente por isso, aprender a viver com o que tenho, sem necessidade de grandes gastos, luxos ... e como o comentário da Marijleite acredito que precisamos inicialmente procurar um equilíbrio, mas enfim ... gostei do texto.

      ResponderExcluir
    26. Olha, falou tudo!

      Vou tentar ser mais minimalista, porque tenho apego a embalagens, acredita? ashuhasu
      Não posso ver uma embalagem bonita que eu compro e deixo lá jogada no quarto, com pena de jogar fora.

      Esse fim de semana vai ser o da limpa, com certeza *-*

      Post muito bem escrito, amei <3 e ah, parabéns pelo blog!


      Bjs

      ResponderExcluir
    27. Eu e o Calisto, pensamos da mesma forma, Camila.

      ResponderExcluir
    28. Estou aqui "passeando" pelo seu blog e me apaixonando cada vez mais! Simplesmente amei esse post, te dou todo o apoio em relação ao minimalismo. Um passo de cada vez e você irá longe.
      Beijos!

      Camile

      vidaminimalista.com
      camilando.com

      ResponderExcluir
    29. Acabei de crer que realmente eu não sou uma pessoa absurdamente consumista, e que necessita sempre de tudo um pouco, exceto quando se fala de coleções! Tenho dois hidratantes pro corpo, um pra mão, um pro pé, e apenas um perfume. Abro a minha gaveta pelo menos uma vez por mês e tiro pelo menos uma peça de roupa para doar à alguém, mesmo que não tenha entrado alguma nova. Nunca fui muito de acreditar que precisamos de muito para ser feliz. Mas, meu grande problema está em querer colecionar aquilo que amo, como DVDs, me julgue, mas colecione Barbie kkkk' É um sonho de criança que realizo agora depois de velha. E gosto de colecionar canecas também, moedas diferentes, dinheiro antigo, coisinhas assim, que me fazem tão bem. Não me imagino tendo que me desfazer delas. Mas sabe, se pararmos para pensar em tudo, você está cheia de razão, precisamos apenas do necessário, e o necessário é sempre muito pouco. O mundo seria mais fácil de conviver se as pessoas começassem a pensar mais nisso.

      www.adolescentedefases.com

      ResponderExcluir

    Obrigada pela sua visita! Ela é muito importante.