Pesquisa







Estava olhando para uma agenda velha esquecida bem no fundo da gaveta de bagunças. Sabe como é né? A gente guarda coisas que talvez nunca precise. No meio dessa papelada e muita tinta jorrada, achei uma agenda. Velha, lilás com flores brancas, cheia de fotos coladas na parte de trás, com palavras animadoras escritas ao lado, com uma fita azul marinho no meio, com algumas partes grifadas com marcador cor-de-rosa, folhas amarelas e pousadas sobre outros papéis.. Lá estava ela, com seus deveres esquecidos, com pedaços mal feitos e sonhos escondidos.
Minha primeira reação foi de espanto pois esquecera completamente de sua existência e aos poucos fui retomando consciência de quem havia me dado ela, fora um presente para escrever minhas frases e desenhar. Presente em cheio, maravilhoso. O meu espanto foi logo permanecendo juntamente com minha ânsia de lê-la e descobrir o que havia feito, o que havia escrito. Seriam amores ou dores? Seriam pesadelos ou belos sonhos? Seriam desejos ou desapegos? Precisei sentar no chão, ao lado de meu chinelo já surrado, para digeri-la.
A minha primeira indagação foi o porquê de tê-la esquecido. Porque a deixei tão suja, sozinha, surrada. Ela ainda tinha muitas páginas em branco que poderiam ter sido preenchidas ao longo desses anos com amor ou ódio. Seria apenas uma questão de sentir. Depois, minha reação foi de pena. Uma pena calma que me fez soltar uma lágrima ao ver uma assinatura tão bonita na contra capa, com dedicatória de tudo o que o sentimento havia pedido. Para meu coração se acalmar, pedi um gole de água ao vento, que me trouxe uma chuva silenciosa e calma, que me forçou a abrir a janela para refrescar minha mente e meu quarto. Devia ser apenas a chuva que fazia meu coração bater mais forte, mas não era. Tinha certeza que não era. Ia então desvendando meus sentimentos há exatos seis anos atrás. Como as coisas haviam mudado todo esse tempo! Incrível como consegui me reinventar milhares de vezes. Mas não culpo alguém por isso, foi necessário.
Quando a abri para saborear minhas antigas palavras, percebi que faziam tão parte de mim quanto meu coração sempre palpitava. Minha letra ainda era a mesma, com os mesmos pinguinhos nos 'is' para decorar cada linha. Minto. Talvez minha letra diminuíra um pouco com o tempo mas o formato havia permanecido e aquecido meus amores. Havia algumas folhas marcadas com pingos, que lembro-me bem eram de lágrimas, pois sabe-se que grandes poemas saem com o coração partido. Mas estranho, não lembro-me de ter morrido de amores por ninguém nessa época. Talvez eu sempre serei assim, a ponto de derramar água pelos olhos até mesmo sem estar triste. 
Continuei sentada por longos minutos absorvendo todo aquele pavor que surgia. Notei que, marcada com a fita azul marinho, havia uma página em especial e logo fui apressada para ler. Talvez eu achasse algo que justificasse minha paixão pela escrita. Logo em negrito, escrito de letra de mão, estava: "Metas e sonhos 2008: comprar livros, comprar uma estante, nunca parar de escrever..." ! Derramei uma lágrima de tão absorta que fiquei. Paralisei por alguns segundos e vi qual o real motivo dessa agenda ter parado novamente em mim. Os sonhos minha querida, só serão apenas sonhos se deixarem seu coração parar de bater. 


______________________________________________________
Acompanhe o blog também em:


postado com amor por
  • Comente pelo Facebook!

    11 Comentários

    1. Eu adorei a maneira como se expressou no texto, e você disse que nessa época não sofria por nenhum amor, mas ás vezes a gente sofre por faltar de ter pelo que sofrer, sofrimento querendo ou não, ás vezes, pode trazer um propósito na vida :)

      ResponderExcluir
    2. Com certeza esta post é muito inspirador!
      A agenda sempre guarda grandes lembranças né?

      Beijocas,

      nossoglamour.blogspot.com.br

      ResponderExcluir
    3. Nossa, que texto lindo. No começo fiquei em dúvida entre ser real ou não. Espera, é?
      É tão lindo que a gente até confunde! rs
      Você escreve super bem e não deve parar mesmo, além do seu blog ser uma graça é super inspirador.
      Eu tinha várias agendas e amei escrever por anos, sobre tudo o que me acontecia, ou não.
      Com o tempo e a rotina deixei isso de lado, o que me arrependo e muito.
      Então escreva você por mim, por você e por todos, sempre me encontro na maioria dos seus textos.
      Um beijo e sucesso!

      www.mabeato.blogspot.com

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oii Ma, obrigada sempre pelas palavras de carinho e incentivo aqui :)

        Excluir
    4. Quanto tempo fazia que não visitava seu blog, tá tudo tão lindo!

      Adorei o texto, é tão bom ver essas coisas antigas. Dá uma nostalgia, né?

      naoseavexe.blogspot.com

      ResponderExcluir
    5. nossa, que lindo Camila... eu gostei muito, nunca tive uma agenda, agora me deu uma vontade de relembrar, de ter deixado algo marcado, que delícia ^^ parabéns!

      beijos
      http://www.maniasdebeaute.com/

      ResponderExcluir
    6. A ultima frase é forte. Mas é real. Os sonhos sempre moverão nossas vidas. E que assim seja.
      No mais, rever objetos assim trazem cargas pesadas de sentimentos, lembranças que ficaram lá trás. Coisas boas ou não. É sempre bom ter cautela nessa viagem pra trás. rs

      Você mudou sim Cah. Eu sinto na tua leitura. Você amadureceu. :)

      Beijo!!

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Oii Alê, obrigada pelo carinho! Fico feliz em saber que consigo transmitir meu amadurecimento aqui no blog...

        Excluir
    7. Concurso Literário: Ganhe 1 LIVRO.
      Responda a pergunta: O QUE É SER BLOGUEIRA? (A MELHOR RESPOSTA VENCE)
      Resultado do concurso: 1 de MAIO (MEU ANIVERSÁRIO DE 7 ANOS COMO BLOGUEIRA)

      VEM PARTICIPAR!!!!

      Beijos, G.R ♥ (Voltarei em breve para responder seu post, OBG pela compreensão)
      http://gabriellyrosa.blogspot.com

      ResponderExcluir
    8. Lindo Camila!
      Mas é bom ver que nós mudamos e os sonhos também mudam e não precisamos nos frustrar por não ter realizado algum, ou virar escravo de sonhos antigos, acho que a mudança é a parte mais gostosa da vida.
      Beijos

      ResponderExcluir
    9. Eu adoro guardar as coisas para depois de um tempo relembrar !
      blogrso.blogspot.com

      ResponderExcluir

    Obrigada pela sua visita! Ela é muito importante.