Pesquisa







Quando me deixou, precisei sofrer para ver como essa sensação funcionaria em mim e quantos dias suportaria tal decisão. E vejamos que muitos dias passaram e dias muito bons e outros com algumas lágrimas escondidas. Mas passou. Tudo sempre escorrega aqui e sempre passa, por mais que ás vezes quero sentir uma pitada de tristeza para conseguir escrever sobre o que foi e o que senti, vivi.
E assim as horas aos poucos foram fazendo sentido em mim, o relógio não mais reclamava em meu rosto e minhas mãos continuavam quentes e vivas. Enfim.. como era bom lembrar que estava viva e ardendo aqui dentro. E a cada vez mais sinto esvaziar sentimentos que se foram e que virão.
Não me lembro quantas vezes precisei me inventar e reinventar enquanto via minha vida passar depressa demais para alguém que amadurecia com as dores. E é engraçado porque a gente sempre quer crescer de um jeito rápido e fácil, mas nunca é assim. Eu deveria saber no auge de minha idade que tudo que vem fácil vai embora muito fácil também. Mas era um basta que estava entrando e deixando-me absorta demais. Desesperada.
Lembro-me de várias vezes deitar e não querer mais acordar, pois doía. E era difícil lidar com isso pois faltava-me coragem de colocar um pé após o outro e sempre ia com pressa demais. Pressa, aliás, meu amigo, nunca nos ajuda quando queremos algo como 'vida eterna'. Perdia também a noção de vida, de espaço e tempo, de alegria e tristeza. Parecia mais alguém bipolar do que um ser que estava aprendendo com os erros. Duro, eu sabia que estava sendo. Mas não podia prever.. ou poderia?
Em uma das vezes que precisei me reinventar estava sentada no sofá e começou a tocar aquela música, a nossa música. Disfarcei meus sentimentos, levantei e fui ao quarto afogar a cabeça e toda aquela confusão no travesseiro. Chorei. Disse e pensei palavras ridículas sobre você, sobre mim e sobre um 'nós' que não existia mais, que aliás, vejo que não existiu. Gritei algumas palavras. Tentei apagar da minha memória algumas coisas. Mas nada saía. Era bem ruim passar por esses momentos quando minha maior vontade era esquecer e deixar enterrado. 
E com tudo a seu tempo precisei viver cada segundo perdido novamente. Com palavras, textos e livros, músicas e lugares novos, filmes descontraídos, amizades novas, cabelo com nova cor e corte, compras de roupas e maquiagens, renovando uma alma que sempre foi alegre e serena, renovando cada pedaço de mim que ainda restava. E quer saber? Deu certo, muito certo.

______________________________________________________
Acompanhe o blog também em:
postado com amor por
  • Comente pelo Facebook!

    16 Comentários

    1. Seguir novos rumos e alterar as nuances do peito sempre são necessários. A mudança acontece quando visualizamos o essencial, a necessidade de ter que continuar vivendo, independente de tudo. Sempre dá certo, porque no fundo só dependemos de nós mesmos.

      Lindo texto Cá!
      Um texto que me acolhe também, de mudanças que em mim acabaram dando certo também.

      Beijo de saudade...

      ps: aparece no blog. tu sumiu :P

      ResponderExcluir
    2. Apesar de tudo, a tristeza superada se transformou em uma parte bem mais forte.

      Uma ótima SEMANA, Beijos
      Gabrielly Rosa ♥

      ResponderExcluir
    3. Há sentimentos compartilhados pelo mundo todo, ou quase, esse teu texto certamente expressa um deles, momentos que muitas pessoas ao redor do planeta vivem, viveram ou viverão! Bela escrita ;*
      www.moniitorando.blogspot.com

      ResponderExcluir
    4. As vezes a gente precisa se renovar mesmo! Adorei o texto.
      Beijos | www.doseujeito.tk

      ResponderExcluir
    5. Adorei seu texto, me identifiquei demais com ele, ainda mais que um tempo atrás eu passei por um situação parecida com o que você descreveu, mais no fim acabou tudo bem.

      ResponderExcluir
    6. Olha, nada melhor que olhar para trás, ver onde erramos e recomeçar. Lindo texto. Tenha uma semana abençoada, beijos!

      Blog Paisagem de Janela
      paisagemdejanela.blogspot.com.br

      ResponderExcluir
    7. Adorei o texto, você escreve muito bem!
      Encontrei seu blog por acaso e gostei muito, já estou seguindo aqui!

      Bjs <3

      Laila, do
      escritoriando.blogspot.com

      ResponderExcluir
    8. Lindíssimo. Me identifiquei... Acredito que no fundo agente sabe que sempre dá certo no fim mas a dor é tão grande que esperamos o tempo passar, o amadurecimento vir para só assim nos convencermos de que passa.

      isabelefarias.blogspot.com.br

      ResponderExcluir
    9. Muito lindo!
      Otimo texto me identifiquei muito
      http://surejustnot.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    10. Que crônica linda! A nossa vida continua, mesmo sem algumas pessoas. Infelizmente o processo para aceitar e superar isso nem sempre é rápido e indolor!
      Beijoos.

      http://esfriouocafe.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    11. Eu tive uma fase que também queria deitar e não levantar mais.......pensei que o mundo ia acabar por coisas ruins que aconteceram...
      De repente uma palavra amiga fez eu renovar e seguir em frente....a vida é assim.
      Amei o texto

      - Resenha nova no blog ^^

      Beijoss *-*

      ==> Blog Resenhas da Pâm

      ResponderExcluir
    12. nossa que linda a sua cronica !
      escreve muiiito bem !
      parabens !

      estou seguindo o seu blog lindo, poderia seguir o meu ?
      www.cilioposticos.blogspot.com.br
      bjs

      ResponderExcluir
    13. Tem momentos que a gente pensa que é o fim do mundo ,
      mas logo percebemos que , são um combustivel pra te deixar mais
      forte.
      bjs
      http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

      ResponderExcluir
    14. Muito lindo o texto e incrível como me identifiquei com ele!

      Beijoo,
      Coisa da Lud

      ResponderExcluir
    15. Mulher sempre muda o cabelo. Tem jeito não! Mas infelizmente precisamos passar por dores pra poder amadurecer. Faz parte do processo. O bom é que a gente sempre sai mais forte, mais consciente e menos ingênuo.

      Lilás & Sol

      ResponderExcluir

    Obrigada pela sua visita! Ela é muito importante.