Pesquisa







"Merda. Foi a primeira palavra que soltei depois de dormir mais que dez horas para precisar não lembrar. Estávamos presos em um andar, um olhar, rodando em uma praça qualquer, com sentimentos transparentes, límpidos e bonitos. Eram bonitos. Ao menos escrevia tantas vezes sobre nós dois, e sempre era bonito. Lembro-me perfeitamente deste dia... sempre fora carinhoso o bastante para fazer-me trocar muitos por ti, muitos abraços pelo seu. E com certeza, troquei, diversas vezes.
Que coração é esse, gelado, que conseguiu me esquecer tão depressa? O que foi que aconteceu com sua beleza 'interior' sempre tão atencioso? Tédio. Era tédio misturado com raiva o que incomodava-me. Um absurdo pensar que há dias caminhávamos abraçados, olhando os passarinhos e pombas pelo caminho, trocando carícias quentes, ou não. 
Que carinho? Qual foi a droga que sobrou-me? Seu perfume, seu beijo, seu cabelo, sua pele, seu vício era meu vício.. Por que? Por que foste tão inútil quando precisava ser útil? Por que trocou de número? Por que me substituiu tão rápido? Por que mudou de perfume? Gelado, sóbrio, sombrio, pálido, inútil. É apenas isso que consigo sentir de ti."

Inspirado em uma amiga, muito especial, Fernanda Torres.


______________________________________________________

Acompanhe o blog também em:

escrito com amor
  • Comente pelo Facebook!

    5 Comentários

    1. Suspiros e mais suspiros!
      Te amo Cá!

      ResponderExcluir
    2. Que lindo, muito bem elaborado.
      Hahah , aguardo sua visita no meu blog , beijao ;*

      ResponderExcluir
    3. nossa, muito bonito *o* você sabe manusear as palavras corretamente de uma forma que faz com que nós leitores sejam embriagados com a imaginação e a cada toque de suas frases.

      ->inocentementeingenua.blogspot.com

      ResponderExcluir
    4. Tem gente que esquece rápido. Não sei como consegue. Pra mim isso denota falta de sentimento. O verdadeiro custa a abandonar. Aliás, mal vai de fato. Esconde-se apenas... Mas demora...

      Belo texto Cah!!

      ResponderExcluir
    5. sabe eu sou do tipo que guarda tudo, desde coisas ruins até coisas muito boas, então não sei como essas pessoas conseguem esquecer tão rápido assim.
      acervo-de-livros.blogspot.com

      ResponderExcluir

    Obrigada pela sua visita! Ela é muito importante.