Busca

25.5.16

Ilustrações que mexeram na alma

Marcadores:
Dias atrás abri uma pasta no meu pinterest para salvar ilustrações que admirava. Coincidentemente, vi um post com algumas ilustrações maravilhosas e ao mesmo tempo, sensíveis demais. Todas mexeram comigo de alguma forma e seria capaz de criar um texto para cada um delas. Foi isso que me veio á cabeça quando as vi, seguida de uma forte onda de sentimentos bons mas também, ruins.


Me senti vazia e bem pequena ao ver essa imagem. Como se estivesse perdida em um mar de pessoas ou em um mar de coisas ruins. Se o lago fosse um claro azul, talvez eu conseguisse enxergar a paz. E reparem que há uma pessoa apenas guiando o barco. E disso, sei que nós mesmos é que precisamos remar para alcançar nossos sonhos.


Essa foi a imagem que mais mexeu comigo, sem dúvidas. Me deu uma ânsia e angústia de vida.  Mas ao mesmo tempo me deu esperança de que recomeços são saudáveis e que é preciso passar por eles. E preciso ressaltar aqui que além disso, essa ilustração me deixou com falta de ar pelo fato de morar embaixo da água. Sei que a imagem não quer passar isso, e vai muito além de faltar o ar. Mas fiquei um tanto sufocada.


Me senti como se carregasse todos as gritarias do mundo!

Essa me deixa uma sensação de afogamento nas próprias confusões da vida. Como se já tivesse feito tudo e esse tudo, por mais inteiro que seja, não desse conta de resolver.


Essa foi a única que me deixou um sentimento bom, ou feliz. Ao observar e absorver essa ilustração, percebi alguém com muitas ideias e que essas estavam saindo facilmente da cabeça e dando certo. Percebem a escada de cetim verde? São degraus percorridos. Faltam dois para alcançar um sonho, talvez. Ou alguém. Ou ainda uma vida.

Gostaram do post de hoje? Qual ilustração mais te tocou?
19.5.16

Dica musical: Colton Dixon



Colto Dixon! Um cantor de rock Cristão que encontrei muito por acaso em minhas buscas pelo google. Já disse algumas vezes que gosto muito de conhecer coisas bacanas para ouvir e que me ajudam a escrever, um dia ou outro. Ele foi um achado incrível! E por isso vim indicar á vocês.
Colton nasceu dia 19 de outrubro de 1991, tem 24 anos, é compositor e cantor de rock cristão. Começou a fazer sucesso quando participou do American Idol edição 11. E apesar de ser rock, as músicas são gostosas demais de ouvir e me inspiram de alguma forma.
Estou em uma fase que preciso urgentemente descobrir novas músicas que me inspiram e depois de muito pensar, percebi que o fato de escrever menos crônicas seja pelas músicas que estão começando a enjoar. Que tal indicar alguma banda/cantor(a) nos comentários? Seria de uma gratidão imensa.





Gostaram de conhecer o cantor de hoje?
15.5.16

Umas palavras para distrair

Marcadores:

Queria mesmo era ter um poema lindo, com palavras bonitas e macias para trazer. Mas o que acontece é uma rotina um tanto estranha. Gosto de escrever, gosto de rotina, gosto da palavra rotina em si, gosto de ficar vendo lojas de decoração na internet, gosto de ler sobre alimentação, gosto de procurar cursos diferentes para fazer, gosto de tantas coisas que ultimamente essas coisas têm se mostrado longes demais.

Os relógios vem e voltam, em um ritmo que não gosto mas que muitas vezes me deixa bem confortável. Sabe aqueles dias em que você só quer uma xícara de café e uma torrada? Ou ainda um pijama cheirosinho e uma coberta fresca? Tudo tem estado tão diferente e ao mesmo tempo estranho demais. E com isso, tenho deixado de escrever, de ler, de assistir filmes, de fotografar. E pelo o que não mudou, aí vai um 'Viva' bem animado para: a série do momento (HYMYM que estou viciada mesmo); o chá mate com bolachas água e sal; uma noite bem dormida; organização do meu dia; lista de compras atualizada; preguicinha básica de sempre; fuçar no pinterest; comer algo sem culpa; beber bastante água; admirar desenhistas e ilustradores; trabalho. E poderia citar mais tantas outras coisinhas simples e tão importantes! Mas vamos parar por aí.

Fiquei dias sem escrever e postar algo aqui e por motivos de: falta do tão temido ânimo. Por tantos textos que já escrevi, por tantas amigas que tenho, por alguns blogs pessoais que sou apaixonada, e pela minha vida/rotina simples mas feliz, resolvi escrever aqui novamente. Simplesmente não consigo mais imaginar minha vida sem escrever. Seria como tirar uma parte de mim, ou ainda mais: tirar um pedaço enorme do meu prazer e felicidade. Sabem as coisas simples e poucas que citei ali em cima? Nenhuma delas seria possível se eu não escrevesse. 

Não me perguntem o motivo da escrita ter se enraizado em mim, ou de quantos textos já escrevi, quantos livros já li (gostando ou não), de quantas pessoas já passaram pelo Chá, de quantas pessoas já terem se emocionado com minhas palavras. Pois simplesmente isso não existe. Não faz parte de mim contar casos e caos, de contar poesias e letras, de contar gestos e pessoas. Muitos textos não são sobre mim, mas outros tantos são. Sempre escrevo em primeira pessoa pois acreditem ou não: quando escrevo, sinto o que o outro sente, e assim, consigo escrever qualquer coisa que envolva sentimentos bons ou ruins. 

E o que tudo isso tem a ver com o contexto? Nada. Eu sei que pode parecer confuso, mas só deixo aqui mais um texto no blog para que não esqueçam que posso sumir ás vezes e voltar com um texto desses! E que bom, escrevo para liberar sentimentos vazios ou amorosos e não por obrigação. Pois como em agradecimento pela minha vida (pelas citações breves lá em cima e meu Diário de Gratidão), mas que por outro lado é um desabafo da poluição repetitiva e enjoativa que estamos vivendo na blogosfera, digo que não seguirei padrões e 'modinha' para ser mais aceita ou mais requisita (lê-se por favor: visualizada). Tudo bem se for assim?
12.5.16

Fotografando com a lente macro #4

Mito tempo sem postar, eu bem sei. E o motivo foi desânimo mesmo sabe? Não conseguia escrever e nem ter vontade de fotografar ou qualquer outra coisa.
Ontem, procurando algo para fazer, lembrei que fazia tempo que não fotografava com a lente que mais amo nesse mundo: a lente macro. Possui um kit simples de lentes para celular e como as deixo guardadas, esqueço de utilizar. Mas para minha alegria, para a observação e crítica de vocês, hoje trago algumas capturas que fotografei ontem. E espero que gostem e se inspirem de alguma forma.

» Vendo assim tão de perto até parece uma colmeia. Mas esse é o miolinho de uma flor, linda por sinal.

» Uma folha perdida por aí.

» Uma pétala um pouco seca e um pouco viva. A qual, não sei explicar, me lembrou uma orelha.

 » Conchinhas.

»  Um detalhe da árvore.

»  Uma pétala com detalhes em roxo.

»  Uma pétala com uma formiguinha.

»  Uma florzinha pequena se abrindo.

»  Algo estranho no chão.

Gostaram das fotografias? Se tiver alguma dica sobre o assunto, é só deixar nos comentários.
29.4.16

Blend chá 'chocolate pepper' da Tea Clube

Chegou mais um post sobre blends de chás que vocês adoram. Eu sempre irei dizer que experimentar novos sabores e aromas de chás me faz muito feliz. Primeiro que tudo que é novo, é ótimo. Segundo pois amo chás e em terceiro, pois sou Nutricionista e conhecer novos produtos me auxilia bastante e aguça meus sentidos. 
Hoje trago a resenha do terceiro blend que recebi em parceria com a Tea Clube e olha, foi o mais curioso e diferente que já provei. Vamos conhecer?


O chá 'chocolate pepper' é composto por chá preto, chocolate, cravo e pimenta rosa. Ele vem nessa embalagem prática, simples e leve contendo 10g da mistura.
E o mais importante e que sempre irei destacar é que os chás da Tea Clube são feitos de forma artesanal, não possuem aromatizantes e conservantes e são feitos com todo o carinho para os clientes.  
Dica exclusiva do blend: Mesclando com tradicionais rituais da Índia e do Reino Unido, experimente também este chá com leite.


O que achei sobre o Chá
Muito diferente. Ao terminar a infusão, percebi que ele havia ficado marrom e confesso que a cor não me agradou. Mas o que realmente importa é o sabor e as propriedades nutricionais! Fiquei bastante curiosa e fiquei absorvendo-o antes de experimentar. 
O sabor marcante que considero é o chá preto. Em segundo, o cravo se destacou e fiquei muito satisfeita. É um sabor muito único pois nada se parece com ele de todos os chás que já provei (misturados ou não). Em relação ao chocolate, o senti muito levemente. Não considero isso ruim, já que um ingrediente completa o outro no blend. Um chá gostoso, marcante e inusitado.
O blend rende 6 xícaras (3 infusões e 3 reinfusões); contem 10g e é recomendado consumir em até 3 meses para garantir ele sempre fresquinho. O preparo é por infusão de 4 a 5 minutos, na temperatura de 95º.


Não esqueçam do desconto que a empresa oferece especialmente á vocês! É 15% nas compras dos blends utilizando o cumpom CHAEAMOR15. Aproveite essa oportunidade para experimentar sabores e aromas diferentes e deliciosos. E se você não gosta de chás, te convido a provar alguns e me dizer o que achou. Vamos juntos nessa?
Gostaram de conhecer o chá e a Tea Clube?